MORTOS EM GUERRAS AO LONGO DO TEMPO

Os custos dos conflitos em vidas humanas crescem constantemente.

Período…..Mortos em conflitos…..População mundial…..em % da popul. mundial

Séc. XVI———-1.600.000—————-493.300.000——————-0,32%

Séc. XVII———6.100.000—————-579.100.000——————-1,05%

Séc. XVIII——–7.000.000—————-757.400.000——————-0,92%

Séc. XIX——–19.400.000————–1.172.900.000——————-1,65%

Séc. XX——-109.700.000————–2.519.500.000——————-4,35%

Nota: os valores da população mundial são estimativas referentes ao meio do século.

Fonte: Relatório do Desenvolvimento Humano do PNUD-ONU, 2005, pág. 175

Creio que não é necessário fazer qualquer comentário porque os números falam por si.

Apenas quero deixar alguns pontos para reflexão:

a) A barbárie é contínua ao longo do tempo,

b) As guerras parecem funcionar como auto controlo da espécie humana,

c) No século XX o aumento da população mundial, devido a melhores condições de saúde, foi acompanhada de uma maior destruição de vidas humanas,

d) Os conflitos, tal como as classes sociais, reproduzem-se por todo o globo terrestre,

e) Uma grande parte da população nos países ricos vive dos rendimentos obtidos na produção de armas,

f) O egoísmo e os conflitos são inerentes à espécie humana.

g) Não é expectável qualquer melhoria nas próximas centenas de anos!

Anúncios

A ASAE e os porcos

É proibido a um particular matar o porco e vender alguma dessa carne, mas não é proibido comprar ou vender um porco vivo, como qualquer governante. Está mal porque se o porco estiver doente o dono sabe logo, como qualquer governante. De manhã quando o dono chega ao pocilgo, se o porco estver doente está cabisbaixo e não gorne, como qualquer governante, mas se o porco estiver saudável assim que vê o dono fica alegre e sorridente por causa da comida, como qualquer governante.

É evidente que se o porco for vendido não recebe dinheiro, mas fica contente, como qualquer governante, porque se apercebe que vai mudar de ares.

O porco está preso e protegido, como qualquer governante, como se a qualquer momento possa chegar qualquer maleita, está preso mas não reclama, como qualquer governante. Se o criador tiver mais porcos comem todos na mesma pia, ordeiramente e em paz social, como quaisquer governantes à mesma mesa. Os problemas surgem quando um porco adoece e sai de cena, todos querem a sua comida, nessa altura o melhor é matar o porco, ao governante … não sei, para não contagiar os outros, por isso a ASAE pode estar descansada porque os porcos não são como os políticos, o dono sabe que, quando não comem, alguma coisa está “mal”.

Eufemismos

Mulher pobre: Está prenha.

Mulher da classe média baixa: Está grávida.

Mulher da classe média alta: Está de parabéns.

Mulher da classe alta: Está de esperanças.

Conclusão: qualquer uma delas …… com um homem e vai ter uma criança!

Mortos em guerras até ao século XVI: despedaçados (com espadas)

Mortos em guerras até meados do século XX: mortos (com espingardas)

Mortos em guerras na segunda metade do século XX: baixas (com artilharia e bombas atómicas)

Mortos em guerras no início do século XXI: efeitos colaterais (com mísseis teleguiados)

Conclusão: o valor da vida humana depende da tecnologia utilizada na sua morte!

Qual dói mais: a Verdade ou a Mentira?

Parece-me lógico que a mentira deveria doer e a verdade não. Mas neste país à beira mar explorado, com o Povo vilipendiado, mal gerido e desgovernado, à sombra do neo-capitalismo internacional e extorquido por uma burguesia tacanha e bacoca em constantes desfiles de miséria intelectual, a Mentira só dói ao Povo sem que tenha oportunidade de afirmar a verdade.

A Verdade só dói aos poderosos porque não gostam de ouvir criticar as porcalhices que fazem, mas a Mentira adoram pô-la em prática porque só assim se mantêm na “crista da onda” sob a qual quem se lixa é o “mexilhão”.

A mim o que me dói é ver este Povo ignorante e ignorado, mal formado e desinformado, ser roubado na sua dignidade e o seu sangue, suor e lágrimas,  servirem para encher os bolsos de uma dúzia de famílias lacaias de interesses que fingem não existirem.

Dói-me a Verdade ser abafada pela Mentira.

Dói-me ver um “filme” que de tantas vezes visto as imagens presentes e passadas se confundem.

Mas … quem sou eu para alguma coisa me doer depois de tanta bordoada?

Vídeos que devem ser vistos!

EDUARDO GALEANO

Uruguaio – Eminente Escritor, jornalista e observador do Mundo.

A sua visão do mundo: www.youtube.com/watch?v=XN_Hcirqrmo

Vazio surdo-mudo: www.youtube.com/watch?v=jnGzGmXcjXI&feature=related

Ordem criminosa do mundo: 

(1):  www.youtube.com/watch?v=LD0-VtYenLQ&feature=related

(2):  www.youtube.com/watch?v=Eng0XDMHcB8&feature=related

 (3):  www.youtube.com/watch?v=gAgv1hRm9JI&feature=related

Estes vídeos mostram algumas (poucas) coisas que os meios de (des)informação estão proibidos de mostrar!

Peço Desculpa

Peço desculpa por ter nascido,

Peço desculpa por estar vivo,

Peço desculpa por ter aprendido qualquer coisa,

Peço desculpa por ser professor,

Peço desculpa por não ser educador de pais,

Peço desculpa por querer ensinar o que sei,

Peço desculpa por querer que os jovens aprendam alguma coisa,

Peço desculpa por querer que os jovens sejam socialmente educados,

Peço desculpa por não querer que os jovens sejam cordeiros mansos,

Peço desculpa por não querer que os jovens sejam indigentes intelectuais,

Peço desculpa por não concordar com as politicas de educação,

Peço desculpa por me parecer que a equipa governativa e os seus assessores são incompetentes e irresponsáveis,

Peço desculpa por acreditar que as politicas educativas têm por objectivo que o Povo português seja analfabeto real,

Peço desculpa por acreditar que as politicas educativas impedem a existência de respeito social por quem quer ensinar,

Peço desculpa por ter ensinado bem algumas coisas e o (des)governo querer ao contrário,

Peço desculpa por o pensamento ainda ser livre neste país,

Peço desculpa por trabalhar há 47 anos,

Peço desculpa por querer continuar a ensinar,

Peço desculpa,  mas …

NÃO ABDICO DE SER PROFESSOR!

CONTRADIÇÕES … OU TALVEZ NÃO

Todos nós emitimos opiniões, fazemos “análises” e formulamos criticas. Contudo, nem sempre estamos devidamente informados, nem que seja apenas com os números oficiais. Relativamente ao quadro abaixo, com apenas aguns países, apenas quero deixar sugestões de análise e algumas questões.

Por um lado, devemos comparar o nível do PIB per capita dos paises ricos e dos países pobres com os países que recebem refugiados – repare-se que os países ricos recebem, na grande maioria, imigrantes pobres, enquanto os países pobres recebem famintos que fogem das guerras.

Por outro lado devemos comparar os países que são essencialmente exportadores de armas com os que são importadores desses “bens de consumo” necessários ao funcionamento do sistema mundial capitalista.

Que países produzem e vendem armas e em que países existem as guerras?

Existe um imenso negócio ‘clandestino’ de armamento. Quem produz e comercializa essas armas?

Quem domina o sistema económico e militar mundial?

Porquê existem as guerras?

O leitor que tire as conclusões!

 Quem tiver coragem que medite!